Quem sou eu?

Minha foto
Ana Paula Mendes de Oliveira: Ana. Existe outra além dessa carapaça que vos fala e isso que enxergas! obs: sem compromisso com a gramática

Arquivo do blog

sábado, 6 de abril de 2013

Desabafo


Eu sei que  sou assim: meio filha da  puta. Mas, o que seria puta mesmo? Enfim...  Sempre somos encaixados em grupos   e caracterizados do que  serve ou não. Cada qual jugando quem se  encaixa melhor para ser o parzinho. Claro que  as pessoas  se aproximam pelo algo em comum, ou o que meramente  cativas aos olhos a princípio. Contudo, acho  uma grande perda de  tempo concerta o quebra-cabeça.

Beijar alguém aleatoriamente em um noite pode ser mais intenso e apaixonante do que décadas de comodismo e te amos forçados. Não que relacionamento longos sejam  ruins, mas convenhamos que não é todo dia que frios na barriga acontecem. Bom, socos também podem  servi à alguém.

Em suma, a poesia não está em tempo, te amos, semelhanças ou roupas legais meus caros! E muito menos é encontrada quando se procura, o inusitado de esbarrões e olás silenciosos em qualquer lugar poderia te fisgar o estômago e arregaçar o sorriso. Porém, medos e umas pitadas exageradas de preconceito supérfluos te cegam! Mas ok, continuemos com nossas listinhas de perfeições a serem seguidas, pois o resto serão erros.
Às diferenças, eu aplaudo!

7 comentários:

  1. Indecifrável sentimento.
    1º dia: Pensamentos me atormentavam, e me via morrendo, sangrava, mais você estava lá Segurando a minha mão, e como no primeiro dia, seus olhares ainda me era uma incógnita.
    O sinal toca me acordando do transe. Fui pra casa, não vi mais você.
    2º dia: Ainda não sabia seu nome, me apresentei. Simpatia e gentileza a cercaram durante todos os quinze minutos disponíveis até o sinal toca novamente.
    Ana Paula mendes, Eu já tinha um nome pra protagonista dos meus devaneios.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O.o Oi? Quem é?! Não me recordo desse dia, melhor se apresentar...

      Excluir
  2. Oi. Claro que você n se lembra, nem podia.
    Tem coisas que a gente inventa e de tanto desejar acaba se tornando “real”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eii anônimo! Melhor prestar atenção na aula!!

      Excluir
  3. Concordo, vc é uma fdp! ashuahushuasa
    Brink's.
    Voto pelos beijos aleatórios!
    ;***

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir